• Eterno Inconformado
  • Eterno Inconformado
  • 16 de jun de 2017

    #198 Graça, licitude e temores esvanecidos

    “Eis que foi para a minha paz que tive grande amargura, mas a ti agradou livrar a minha alma da cova da corrupção; porque lançaste para trás das tuas costas todos os meus pecados.” – Isaías 38:17


    Que linda é esta declaração feita pelo rei Ezequias! Em uma outra tradução, esse mesmo verso aparece com um trecho tão lindo quanto: “... Tu porém tão amorosamente abraçaste a minha alma, que não caiu na cova da corrupção...” Quão confortador é o abraço do nosso Amado Senhor, o bom, bom Pai! O interessante é que Ezequias declara isso, logo após um momento de tristeza e extrema aflição, ao receber do profeta a notícia de que ele morreria. Ezequias adoeceu de uma enfermidade mortal, como a Palavra nos relata. Em meio ao desespero, o que ele fez foi orar e conversar com Deus. Foi uma conversa sincera, contrita e humilde; desprendida de fórmulas e repleta de muitas lágrimas.

    Deus é bom graça licitude e temores esvanecidos


    Alguns personagens de histórias em quadrinhos não estavam nem aí para o sofrimento que eles enfrentariam, tendo em vista os “poderes” que eles adquiririam após alguns instantes de dor. Logan teve adamantium injetado em seu esqueleto para se tornar o “indestrutível” Wolverine; Steve Rogers também foi cobaia de uma experiência perigosa para, em seguida, tornar-se o Capitão América. O que isso tem a ver com nosso texto é que Ezequias percebeu aquilo que, muitas vezes, levamos tempo para perceber (e, quando notamos, optamos por ignorar): a dor é necessária. Olhe para o começo do verso, ele escreve: “Eis que foi para a minha paz que tive grande amargura...” Ele reconhece que o tempo de dor colaborou para que, no presente (quando o texto original foi escrito), ele tivesse paz. Não ignore a dor, nem os momentos difíceis. Você não sairá com superpoderes, mas, certamente, Deus te provará no fogo e te tornará mais forte e mais íntimo dEle usando duras situações, como em um exército, sabe? Não tenha medo de enfrentar as dores deste mundo, afinal Jesus nos disse que estaria conosco todos os dias, até a consumação dos séculos (via Mateus 28:20)! Ele é bom! =]

    Para fechar nossa conversa, só uma breve observação sobre os itens que compõem o título deste texto:

    Temores esvanecidos: a fé não deixa espaço para os temores. Você sabe em quem confia; tem base na Palavra.

    Licitude: tudo nos é lícito, mas nem tudo convém. Podemos fazer o que quisermos, mas não usemos dessa liberdade para agradar nosso ego. Independentemente de doutrinas eclesiásticas, você sabe que tem, não um nome a zelar, mas O Nome! Você já não é mais visto como você mesmo, mas como filho e servo de Deus. Nossa vida é um testemunho da graça dEle e é com nossas vidas que manifestamos gratidão ao Senhor.

    Graça: o ingrediente principal deste texto. Sem ela, isto não seria escrito, Ezequias não teria sido curado e nós não seríamos salvos. Viver para render graças ao bom Deus é o que faz nossa vida ser tão cheia de... graça! Sim, Ele que tão amorosamente abraçou nossas almas e não nos deixou cair na cova da corrupção. O bom Deus que lançou para trás das Suas costas todos os nossos pecados! Aleluia!

    Que Ele te abençoe e te guarde! E, por favor, continue subindo! =]
    Mais textos de Consolação:

    Escrito por:Vítor Macedo

    Baiano, nascido em 1995 e fácil de ser caricaturado por ser barbudo e parecer um nerd. Não tem conta no FB e ainda não aprendeu a gostar do Whats. Além de gostar de psicologia e de coisas fora do comum, tem como hobbies escrever, fazer arte e mexer com códigos de programação. Depois de ser achado por Cristo, descobriu o sentido da palavra felicidade. Se encontrá-lo por aí, no mínimo, ouvirá que Deus é bom, muito bom! =]

    • Blogger
    • Disqus

    Seja o primeiro a comentar!

    Deixe teu comentário!

    Conte-nos algo sobre o texto! Será um prazer ouvir você! =]

    Topo